1. Origem do termo

O termo found footage, que em tradução literal significa "metragem encontrada", foi cunhado para descrever filmes que utilizam imagens aparentemente reais que foram recuperadas de fontes inesperadas, como gravações caseiras, câmeras de segurança ou celulares perdidos.

2. O primeiro filme do gênero

Embora muitos considerem que O Projeto Blair Witch (1999) tenha sido o primeiro filme found footage, o primeiro exemplar conhecido é o longa-metragem italiano Cannibal Holocaust (1980), dirigido por Ruggero Deodato.

3. Adrenalina real

Muitos filmes do gênero utilizam a técnica de improvisação para tornar a experiência do espectador ainda mais real. Em Atividade Paranormal (2007), por exemplo, muitas das cenas foram improvisadas pelos atores para gerar um clima mais autêntico de suspense.

4. Baixo orçamento

A técnica de encontrada tem sido frequentemente utilizada em filmes de terror, pois essas produções tendem a ter um orçamento mais baixo. Ao invés de gastar com cenários e efeitos especiais, os produtores investem em atores relevantes e histórias envolventes.

5. Efeitos sonoros

Um método comum utilizado pelos produtores de filmes found footage é a manipulação de efeitos sonoros para criar uma atmosfera de terror. O som é responsável por aumentar a tensão do espectador e tornar a experiência ainda mais imersiva.

6. Fãs do gênero

Os filmes found footage possuem uma base de fãs dedicados que adoram a sensação de realismo que essas produções proporcionam. Alguns desses fãs costumam pesquisar na internet se determinado filme é realmente baseado em fatos reais.

7. Variedade de temas

Embora filmes de terror sejam o exemplo mais comum do uso da técnica de found footage, existem diversos outros gêneros que utilizam essa técnica. Exemplos incluem filmes de ficção científica (como Cloverfield), drama (como O Projeto Florida) e até mesmo filmes de super-heróis (como Chronicle).