1. Não chame de zumbi

Os termos ‘andantes’ e ‘caminhantes’ foram empregados pela série, mas nunca se chamou um deles de ‘zumbi’. Isso é porque o comic em que a série é baseada também não utiliza este termo.

2. Graduação em zumbis

Os atores que interpretam os ‘caminhantes’ da série precisam fazer um curso antes das filmagens. O curso ensina a caminhar, se expressar e agir como um zumbi de verdade.

3. Mesas separadas

Para manter a interpretação e o clímax dos personagens, os produtores da série não permitem que os atores ‘zumbis’ comam no mesmo lugar ou na mesma hora que os ‘atores humanos’. Isso evita que ocorra amizade entre eles.

4. Hanna, a ‘caminhante’ de bike

A aparição daquela ‘caminhante’ junto a uma bicicleta no episódio piloto da série foi tão imprevista que impactou todos os espectadores. Tanto que os produtores decidiram lançar curtos episódios na internet para explicar quem realmente ela era.

5. Mais mortes humanas que mortes de zumbis

Pode parecer estranho, mas pelo que a série mostrou, pelo menos até a segunda metade da 3ª temporada, os humanos mataram mais do que os ‘andantes’. Foram 14 mortes provocadas por outros humanos enquanto os ‘caminhantes’ só mataram 3.

6. Estreia no Dia das Bruxas

O primeiro episódio de “The Walking Dead” foi ao ar em um Dia das Bruxas: 31 de outubro de 2010.

7. George R.R. Martin tem a solução para sobreviver em “The Walking Dead”

O criador da série de livros “Game of Thrones” disse que não haveria outra forma de sobreviver ao ataque zumbi que não fosse viver em castelos. 

Nada mais sensato que viver ao redor de muros impenetráveis, com poços para extrair água e a possibilidade de vigiar por trás das muralhas.

PATROCINADO

CLIQUE NA IMAGEM E GARANTA HOJE MESMO!

LIGUE O SOM